Publicado em Tecnologia, Ubatuba

SiMCiTI começou a andar

O SiMCiTI, Sistema Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação de Ubatuba-SP, foi apresentado ontem à comunidade no auditório da Unitau. Os oradores, representando a Comissão de Ciência, Tecnologia e Inovação de Ubatuba, fizeram um resumo dos objetivos e do processo que levou à formação da dita comissão independente e à apresentação de um projeto de Lei aberto à comunidade, que será debatido e construído de forma colaborativa durante as próximas semanas.

A iniciativa, inova tanto na forma como no conteúdo. Para o processo de consulta pública foi implementada uma plataforma baseada em software livre que permite a edição colaborativa, comentários e um sistema de votação (likes) para apoiar -ou não- o texto base e as propostas feitas pela comunidade. Os interessados, podem acessar o site: http://minutas.ubatuba.sp.gov.br/simciti e criar seu perfil e login.

Trata-se de uma oportunidade que poderia se transformar em um importante dinamizador econômico, social e cultural para a região, atraindo investimentos, oportunidades laborais e de formação acadêmica, se complementando com o perfil turístico e de serviços já existente, sem comprometer valores importantes como a questão ambiental e a qualidade de vida. Empresas de TI são empresas de baixa emissão de CO2 e valores institucionais geralmente diferenciados. Inúmeros eventos (feiras, congressos e seminários nacionais e internacionais, por exemplo) poderiam acontecer na cidade aportando um fluxo de visitantes fora dos períodos de temporada, como já acontece em Paraty.

Felipe Fonseca (Ubalab / Ciência Aberta Ubatuba) destacou a importância da valoração e incorporação dos saberes tradicionais e das práticas de economia social e solidária à pauta. Explicou como no processo de formulação do projeto perceberam que existia uma quantidade importante de trabalho relacionado a ciência e tecnologia sendo realizado na região, muitas vezes de forma isolada e fragmentada.

Álvaro Gonçalves (Etec), apontando ao público maioritário de estudantes e professores da Etec, assinalou as possibilidades que a promoção e o estímulo à empresas e projetos de TI em Ubatuba significariam em termos de fontes de trabalho para os profissionais da área e para a economia local.

Milena Franceschinelli (Ocupe os Conselhos/Solucionática Consultoria) colocou o forte avanço que as mulheres tem realizado nos últimos anos na área de ciência e tecnologia, tanto no acadêmico como nas empresas líderes do mercado, e a importância que isso tem para uma sociedade mais democrática e igualitária.

Pedro Seno (Secretário Municipal de Tecnologia da Informação) reafirmou o compromisso da Secretaria no apoio dessas iniciativas e a importância dos instrumentos públicos para o fomento, legitimação e sustentabilidade das mesmas.