Publicado em Arduino, GNU/LInux, Hardware, Tecnologia, Ubuntu

Como Instalar o IDE Arduino

Esses dias recebi uma consulta sobre como instalar o IDE Arduino no Ubuntu Linux. Aproveito então para deixar esse mini tutorial que pode ser útil para mais alguém. O procedimento, também deveria funcionar nas distros derivadas do Ubuntu (Mint, Elementary, Deepin, etc).

A instalação é muito simples, vamos pro link de download do site oficial e procuramos a última versão. Precisaremos escolher entre 32-bit e 64-bit, segundo a arquitetura do nosso processador. O site também solicitará uma contribuição voluntária para ajudar a manter o projeto. Podemos optar por contribuir ou simplesmente fazer o download e contribuir em uma outra ocasião ou de uma outra forma que não for em dinheiro. Continuar lendo “Como Instalar o IDE Arduino”

Anúncios
Publicado em Ferramentas, GNU/LInux, Open Source, Progamação, Tecnologia, Terminal, Ubuntu

Ubuntu Make: Programando no Linux

Sem entrar em discussões estéreis sobre se o Linux é, ou não é, “a melhor” plataforma de desenvolvimento que existe no Universo e as suas redondezas, o que ninguém pode negar é que o Linux é uma ótima plataforma, e é por isso que muitos programadores tem optado por ela na hora de escrever seus códigos. Isso, independentemente deles continuar a usar outros sistemas para jogar, assistir filmes, escutar música e outras tarefas (o que também pode ser feito no Linux).

Por que optar pelo Linux?

A primeira e mais evidente, Linux é Software Livre. Uma das consequências das suas 4 liberdades, é você poder montar uma plataforma completa de desenvolvimento sem gastar um centavo; e sem precisar recorrer a software pirata infestado de vírus, backdoors e todo tipo de ameaças à estabilidade, performance e segurança do seu sistema, e pior ainda, do seu projeto de código. Até o Red Hat Enterprise Linux, que não é barato, agora é disponibilizado de graça para desenvolvedores. Continuar lendo “Ubuntu Make: Programando no Linux”

Publicado em GNU/LInux, Open Source, Tecnologia, Ubuntu

Ubuntu 16.04 LTS: Nova Versão com Suporte Estendido

A Canonical tem liberado hoje a última versão do seu sistema operacional Ubuntu Linux, tratando-se da versão 16.04 LTS, codename: Xenial Xerus. A empresa libera uma nova versão de Ubuntu a cada 6 meses, uma em abril e outra em outubro, podendo isso ser detectado no número de versão: 15.10 (2015, Outubro) ou 16.04 (2016, Abril). Essa, é uma versão especial, Long Term Support (LTS), que ocorre a cada 2 anos, visando uma maior estabilidade e oferecendo suporte estendido por 5 anos (atualizações, correção de bugs etc). Continuar lendo “Ubuntu 16.04 LTS: Nova Versão com Suporte Estendido”

Publicado em Terminal, Ubuntu

Introdução ao terminal – Linux para lagartos

O nosso cérebro, assim como o do resto dos mamíferos, evoluiu dos repteis. O cérebro reptiliano adaptou-se ao reconhecimento rápido de padrões visuais para detectar a comida e o perigo. Ao contrario, os primeiros mamíferos, minúsculos ratinhos num mundo dominado pelos sauros gigantes, desenvolveram no escuro das tocas e aos pés das florestas, sofisticados sentidos de olfato e audição, dependendo disso para sua supervivência. Essa estrategia resultou num cérebro menos “automático” e mais inteligente. Mas, a evolução, assim como a Programação Orientada a Objetos, não gosta de “reinventar a roda” a cada vez. O nosso cérebro, ainda conserva nas camadas mais internas, o velho e olhudo lagarto. Isso explica o êxito da TV, o cinema e o Youtube, por exemplo; e provavelmente, o porquê de alguns usuários ter tamanha adversão por prescindir da interface gráfica do computador, ainda que por pouco tempo. Continuar lendo “Introdução ao terminal – Linux para lagartos”

Publicado em GNU/LInux, Progamação, Tecnologia, Ubuntu

Preparando o ambiente de programação Linux

Esse ano estou começando um curso técnico na Etec Ubatuba-SP e decidi fazer as coisas de un jeito diferente do que normalmente eu faço. O que eu faço? Eu uso meu notebook com Ubuntu Linux para tudo: navegar pela web, fazer downloads, assistir o Netflix, escutar música no Spotify, estudar qualquer coisa, jogar Civilization no Steam, escrever código, etc. Isso não vai mudar, mas vou botar um pouco de ordem. Continuar lendo “Preparando o ambiente de programação Linux”